Espaço do aluno:

Notícias

Coronavírus: 7 dicas para cuidar da saúde mental durante a quarenten

@Fonte: Quero Bolsa

Quarta, 29 de abril de 2020

O primeiro caso de coronavírus foi notificado em 31 de dezembro de 2019 e, em menos de três meses a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o mundo está passando pela pandemia desse vírus. Atualmente, de acordo com a Worldmeter, existem mais de 930 mil pessoas infectadas com Sars-Cov-2 (nome científico do vírus) e cerca de 46 mil óbitos.

Devido aos inúmeros casos, diversos países resolveram fechar os seus comércios e recomendar o isolamento social, tanto daqueles que são considerados grupos de risco (idosos e pessoas com algum tipo de comorbidade) quanto do resto da sociedade, a fim de diminuir os casos de contaminação.

Apesar dessa medida ser necessária para combater o vírus, a forte onda de notícias sobre o tema e, ao mesmo tempo, ter que se adaptar às bruscas mudanças do mundo pode mexer, e muito, com a sua saúde mental.

"A ansiedade é causada pela qualidade, quantidade e velocidade dos pensamentos, que neste momento em decorrência ao bombardeamento de informações que estamos recebendo quanto a um único assunto Covid-19 tem nos despertado esse sentimento de angústia e ansiedade que nos assola", explica a profa. Sonia Prado, coordenadora do curso de Psicologia da Estácio Interlagos.

Essa quantidade de informações pode saturar o psicológico e impedir que outras informações sejam absorvidas. Isso pode gerar problemas de esgotamento do cérebro e resultar em consequências sérias para a nossa saúde emocional.

Para te ajudar a lidar com esse período de pandemia de coronavírus, veja 7 dicas para cuidar da saúde mental durante a quarentena:

1 - Dê descanso ao seu cérebro.
"Diminua a quantidade de informações quanto ao Covid-19, selecione melhor as informações recebidas. O cérebro também precisa de descanso. Não deixem os pensamentos negativos tomarem conta do seu dia. Assim que eles aparecerem duvide deles imediatamente", explica Prado.

2 - Preocupe-se com o que está ao seu alcance
Lembre-se que você é responsável apenas por aquilo que está no seu controle. Você pode controlar apenas o que está no seu alcance, não sofra por aquilo que não está em suas mãos.

Por exemplo, lavar as mãos e manter o isolamento social é algo que está no seu controle. Porém, se terá comida nos supermercados ou se outras pessoas estão cumprindo a quarentena, não é algo que você pode, ou deve, controlar.

3 - Aproveite esse período para reorganizar seus pensamentos
O período de isolamento social pode ser uma alternativa para conseguir "ajeitar a casa". Para isso, busque elencar o que faz bem e o que pode ser deixado de lado no seu dia a dia.

4 - Tire proveito do tempo em família
"Observe seu ambiente familiar. Aproveite para aprender a conviver com pais, maridos, esposas, filhos", sugere a coordenadora do curso de Psicologia da Estácio Interlagos.

5 - Foque no que é importante
Apesar da oportunidade de aproveitar o "tempo livre" para aprender ou curtir a família, não queira fazer milhões de coisas ao mesmo tempo. Mantenha o foco em coisas que são realmente importantes nesse momento.

6 - Desacelere
Na correria do dia a dia, muitas vezes nos acostumamos a viver tudo rapidamente, sem ter tempo de realmente apreciar os momento bons. Por isso, desacelere e reaprenda a contemplar a vida.

"Se tiver oportunidade, pinte. Livros de pintura são ótimos para este momento. Promovem a desaceleração da mente, tranquilizam e aumentam a concentração", indica Sonia Prado.

7 - Pratique exercícios dentro de casa
A endorfina é um hormônio que promove a sensação de bem-estar e que é liberado em grandes quantidades durante a atividade física. Uma opção é manter (ou desenvolver) a rotina de exercícios em casa, com a ajuda de aplicativos ou vídeos em redes sociais,